Enriquecendo as aulas de Língua Portuguesa

Fonologia: Fonema, Letra, Vogal, Semivogal, Sílaba e Consoante

O texto abaixo, intitulado Pardalzinho, é de Manuel Bandeira, um de meus poetas favoritos pela simplicidade de seus versos.

Pardalzinho

O pardalzinho nasceu

Livre. Quebraram-lhe a asa.

Sacha lhe deu uma casa,

Água, comida e carinhos.

Foram cuidados em vão:

A casa era um prisão,

O pardalzinho morreu.

O corpo Sacha enterrou

No jardim; a alma, essa voou

Para o céu dos passarinhos!

BANDEIRA, Manuel. Berimbau e outros poemas. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1994, p.39.

Ao falarmos, produzimos vários sons, estes sons são responsáveis pela formação de palavras.

Compare as palavras retiradas do poema de Bandeira:

Asa     Casa


Essas palavras são bem semelhantes por sua estrutura e pelas letras que as compõem. Mas são palavras diferentes e o que as diferencia é a presença de um único som.

Distinguimos as palavras a partir de unidades sonoras, que são os FONEMAS. A FONOLOGIA é a parte da gramática que estuda e classifica os sons.

Na escrita, os sons são representados por LETRAS, que são símbolos gráficos.

É importante ter em mente a diferença entre LETRA E FONEMA! Os fonemas são os sons, os quais, na escrita, são representados por símbolos: letras.

Os fonemas são representados  entre barras oblíquas  (/ /)

CASA, por exemplo, apresenta quatro letras e quatro fonemas. Veja a representação gráfica desta palavra:

/c/ /a/ /z/ /a/   – 4 fonemas

Nesse exemplo, cada letra é representada por um fonema, então, o número de letras é igual ao número de fonemas. Mas nem sempre isso ocorre veja:

Morreu

A palavra acima apresenta 6 letras, mas o número de fonemas não é igual, veja a representação gráfica:

/m/ /o/ /r/ /e/ /u/  – 5 fonemas

O número de fonemas da palavra morreu é menor que o número de letras, pois as duas ocorrências da letra R são representadas por um único som.

Classificação dos fonemas

Pronuncie a palavra ASA.

Embora não tenha percebido, você observará agora, a partir do movimento de seus lábios, que o fonema A, nas duas vezes que ocorre, é resultado da passagem de ar livre pela boca, a esse tipo de som, damos o nome de VOGAL.

Exemplos: casa, asa, morreu, pardalzinho

Quando as vogais i e u acompanham  outras vogais numa mesma sílaba, temos o que se chama de SEMIVOGAL.

Exemplos: nasceu, morreu

SÍLABA é cada grupo de sons pronunciados numa mesma emissão de voz.

Exemplo: cor – po     (duas sílabas)

De acordo com o número de sílabas, as palavras podem ser:

  1. Monossílabas: quando têm uma única sílaba.

Exemplos: lhe,  deu,  uma,  asa,  vão,  céu

2.    Dissílabas: quando têm duas sílabas.

Exemplos: cor-po,  pri-são,  Sa- cha,  jar-dim,  al-ma

3.   Trissílabas: quando têm três sílabas.

Exemplos: en-ter-rou,  co-mi-da,  ca-ri-nhos,  que- bra- ram

4.    Polissílabas: quando têm quatro ou mais sílabas.

Exemplos: par- dal-zi-nho,   pas-sa-ri-nhos

Logo em breve, mais posts sobre fonologia.

Beijos,

Alê.

About these ads

Uma resposta

  1. Ariete

    oi muito interessante essa questão dos sons das letras. Gostaria que me enviassem mas dicas poís dirijo um projecto e meu objectivo é que nossas crianças dominem essa questão de fonologia, para isso preciso de mais dicas para fortalecer nossas bases.

    23/04/2011 às 17:28

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.